I Torneio Remoto Nacional de aniversário da BKK

Para quem não estava ainda sabendo, no dia 22 de março de 2018 a iniciativa Brasil Kyudô Kai comemorou 10 anos!

Há dez anos Yoshiko sensei veio visitar o Rio de Janeiro, a convite de Yanai sensei. Ela fez uma demonstração na Associação Nikkei do Rio e, nos dias seguintes, orientou o grupo de fundadores do Rio de Janeiro sobre o que e como proceder para treinar kyudô nos moldes da ZNKR e da então recém-fundada IKYF, deixando aos nossos cuidados um arco e algumas flechas.

De lá para cá, Continuar lendo I Torneio Remoto Nacional de aniversário da BKK

V Seminário Brasileiro de Kyudô em Salvador-BA

Caros colegas,

finalmente foi definido o local do nosso próximo Seminário Brasileiro: em Salvador-BA, nos dias 15 a 18 de novembro deste ano, durante o feriadão da Proclamação da República.
Vale lembrar que esse é o maior e mais importante evento nacional do kyudô, portanto é fundamental que os kyudocas de todos os grupos do país se preparem para estar presentes!
Divulgaremos mais detalhes conforme sejam definidos.

Treino especial com Okabe sensei da AAK

Como parte dos preparativos para participar do IV Seminário Internacional e III Copa do Mundo de Kyudô,  em abril, a KKSP convidou Okabe sensei (renshi, 5 dan), presidente da Associação Argentina de Kyudô, para comandar um treino especial em Campinas e em São Paulo.

Os treinos ocorreram nos dias 24 (Campinas) e 25 (São Paulo) e marcaram também um momento de confraternização entre membros de diferentes grupos brasileiros, pois contou também com a participação de kyudocas da Bahia e do Rio de Janeiro que irão para Tóquio no mês que vem.

Nem seria preciso dizer que o treino foi extremamente proveitoso para todos e que somos muito gratos a Okabe sensei e à organização da KKSP. Também foi uma grande oportunidade para o grupo de Campinas, que ainda vêm lutando para se consolidar.

Os Princípios do Kyudô

No Kyudo vemos três elementos que vão conformar uma unidade.  São eles: corpo, espirito e o arco, que é o principio denominado Sanmi-Ittai

Constituem a estabilidade do corpo, do espirito e no uso do arco.  É a unidade como um corpo.  Essa idéia a encontramos também presente em outras práticas de artes marciais.

No testamento de Raiki – Shagi, ve-se o Kyudo como prática para expressar a cortesia, o desenvolvimento de uma atitude interior correta que vê alem das aparências e, um caminho de aperfeiçoamento das virtudes.

Quando se realiza o Sanmi-Ittai, vai-se ao encontro das cinco virtudes confucianas: benevolência, justiça, cortesia, sabedoria e sinceridade.  Na prática do Kyudo, esses valores não podem ser perdidos.

 

IV Seminário Internacional e III Copa do Mundo em Tóquio

Como todos sabem este ano teremos IV Seminário Internacional de Kyudô e III Copa do Mundo de Kyudô, em Tóquio e a partir de hoje as inscrições estão oficialmente abertas! A data limite está apertada: 24 de janeiro.

O evento acontecerá a partir de 20 de abril e, por seu grande porte, estará dividido em três blocos: o Seminário B (0-3 dan), a Copa e, enfim, o Seminário A (4-5 dan).

Após os seminários haverá as provas de dan e para renshi. Na Copa, haverá duas categorias (com e sem shogo) e ainda a tão aguardada competição por equipes, à qual, desta vez, foi restrita aos 24 países membros da IKYF – deixando o Brasil de fora.

Na última Copa, o Brasil conquistou a medalha de prata, na categoria 0-3 dan graças ao Igor Prata. Vamos torcer para que desta vez mais algum kyudoca nacional se destaque!

Seguem as taxas do evento:
Seminário: JPY 30,000
Torneio Individual : JPY 10,000
Shinsa: Shodan (1): JPY 2,050 ; Nidan (2): JPY 3,100 ; Sandan (3): JPY 4,100; Yondan (4): JPY 5,100 ; Godan (5): JPY 6,200

BKK na comemoração do aniversário do Imperador Akihito

A Brasil Kyudo Kai foi  convidada pelo Senhor Cônsul Geral Hajime Kimura, responsável pelo Consulado Geral do Japão, em Curitiba, cuja Jurisdição abrange  o Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a participar da Cerimônia de comemoração do Aniversário de Sua Majestade Imperial, o Imperador Akihito. 

O evento ocorreu no dia 06 de dezembro na residência oficial do Senhor Cônsul e a BKK foi representada pelo Rene Guimarães, praticante do grupo de Ponta Grossa.

A BKK, que há quase 10 anos trabalha na divulgação da cultura japonesa pela prática do Kyudô, vem agradecer o convite.

O surgimento do Amazonas Kyudo

Amazonas Kyudo

15 de janeiro de 2017

Olá a todos, sou a responsável pelo grupo Amazonas Kyudo e por meio destas poucas palavras gostaria de contar um pouco de nossa história e de coração espero que sirva de incentivo aos que desejam começar um grupo e ao que estão com o grupo no início, que estas palavras sirvam de incentivo para perseverar e assim continuar com suas práticas de Kyudo porque a luta é grande mas não impossível.

A ideia de trazer o Kyudo ao Amazonas surgiu dentro do grupo de Kendo. Eu era praticante de Kendo e Arco Olímpico (recurvo) e meus senpais me perguntaram o por que de não iniciar o grupo de Kyudo em Manaus. Não fazia ideia do que era Kyudo. Então, a partir daí comecei a buscar informações sobre a modalidade e das possibilidades de trazê-la a Manaus.

Foi quando entrei em contato com a Elisa-senpai e ela disse os passos que deveria dar, ou seja, os workshops em Manaus ou a minha ida as dojos no Brasil para aprender e trazer ao grupo os conhecimentos adquiridos.

A ideia aceita foi dos workshops, mas surgiram os questionamentos financeiros. E para solucioná-los fui em busca dos interessados. Estes reunidos no mês de dezembro no ano 2016, concordaram em começar a pagar as mensalidades a partir de janeiro para ter verba suficiente e assim custear os gastos do primeiro workshop que foi realizado em Abril.

De janeiro até abril, os treinos estavam em volta de exercícios físicos, fortalecimento dos membros superiores e inferiores, e simulação de tiros com a faixa elástica. Depois do workshop os treinos continuaram com os exercícios de fortalecimento e mais os movimentos ensinados pela senpai.

No mês de setembro tivemos nosso segundo workshop com o Igor-senpai. Aprendemos mais detalhes e vimos a grande necessidade de começar a comprar os arcos para fazer a prática completa dos movimentos. E devido à empolgação do grupo no segundo workshop, fizemos nossa primeira compra de seis arcos.

Hoje o grupo está pequeno, mas a todo vapor. Começamos com 20 a 25 alunos no nosso primeiro dia de aula (15/01/2017) e hoje estamos por volta de 10 a 11.

Realmente não poderei deixar de elogiar os membros do Amazonas Kyudo porque eles são perseverantes e tenho certeza que serão brilhantes. Nada na vida se dá o verdadeiro valor se não for conquistado pelas próprias forças.